sábado, junho 21, 2008

Conseguindo emprego - 1a parte

Ok,
Vou tentar contar um pouco da minha experiência para conseguir o primeiro emprego no Canadá.

Antes de começar, quero dizer algumas coisas:

1) Não adianta me escrever perguntando quanto estou ganhando. É segredo de estado!!!!
2) Não adianta também perguntar aonde estou trabalhando, embora muitas pessoas irão saber logo, mas não quero ficar divulgando nome de empresas aqui no nosso blog. Algumas informações genéricas eu darei no meu depoimento.
3) Este relato é um caso particular. Não deve ser considerado como uma regra geral. Muito embora eu acredite realmente que todos possam ter o mesmo destino que eu tive, as coisas podem ser muito diferentes para outros imigrantes.
4) Vou dividir este depoimento em duas partes (talvez três, quatro..etc): a primeira, será uma descrição sobre o meu processo de procura em geral e a segunda, será um relato específico do trabalho que consegui. Se eu perceber que está ficando muito grande, eu vou dividindo as postagens... ok?

Preparados? Então, vamos lá...

Tudo começou antes de chegarmos a Montreal… no Brasil eu já vinha pesquisando o mercado de trabalho e tentando conhecer as empresas que eram grandes recrutadoras de mão de obra.

Uma pequena informação para aqueles que não me conhecem...Trabalho com informática há muitos anos e minha especialização é em gerência de projetos de TI. Para aqueles que estão na “área”, sou certificado PMP, ITIL e Cobit.

Ok, assim que cheguei, eu procurei atualizar o mais rápido possível os meus dados nos sites de emprego.

Dica No. 1) Faça seu cadastro em sites de busca de emprego como: Workopolis, Jobboom, Monster, ITJob, PMJob (só para gerentes de projetos), Emploi-Quebec e também nos sites das empresas que estão contratando. Quase todas possuem um link do tipo “Carrières”.

Dica No. 2) Informe o seu endereço canadense. Se o seu endereço for de outros país ou de outro estado é muito difícil eles te contactarem. As buscas nestes sites são muito objetivas. Eles pesquisam as pessoas que atendem à maioria dos requisitos do posto procurado.

Também fiquei sabendo que os currículos aqui são um pouco diferentes dos que normalmente a gente faz no Brasil, por isto procurei estudar o máximo a forma como eles escrevem os “Resumes”.

Dica No. 3) Vá até uma biblioteca (tem várias nos bairros e também tem a biblioteca nacional) e alugue livros que ensinam a fazer currículos. Os sites de emprego também tem exemplos para você aprender.

Como o meu inglês e o meu francês no início não dava para toda esta trabalheira, o que eu fiz? pesquisei nos sites de emprego currículos de pessoas que possuíam a mesma formação que a minha e “colei” (que coisa feia!!) algumas frases que também expressavam a minha experiência. Em pouco tempo eu já tinha os meus currículos em inglês e em francês quase prontos.

Dica No. 4) Faça as duas versões de CVs. Não adianta só ter em francês ou em inglês... eles vão sempre te pedir justamente aquele que você ainda não fez...rsrsr (lei de Murphy).

Fazer o currículo é uma aula de paciência e aprendizado, mas deve ser levado muito a sério, pois os recrutadores se pegam em cada palavra que está escrita no seu texto. E mais, eles sempre vão pedir detalhes, portanto faça um CV que você possa durante uma entrevista explicar o porque ou como aquela experiência aconteceu. Novamente vem a lei de Murphy... se você não fizer isto, é justamente aquela pergunta sobre aquela frase que está no seu CV que eles vão te perguntar.. e não adianta responder: Aonde eu escrevi isto??? .... a oportunidade já era se você não conhecer muito bem o seu CV.

Muito bem... Currículo pronto (você ACHA que está pronto!!!), vamos à tal Carta de Apresentação ou “Cover Letter” ou “Lettre de Présentation”.

Para todo CV que você mandar, você TEM que enviar uma cartinha de apresentação de candidatando ao posto e aguçando a curiosidade do recrutador para ler o seu CV. Se a sua cartinha for ruim.... LIXO!!! Eles nem se dão ao trabalho de ver o seu CV (por melhor que ele seja)... e vão pro próximo.

Dica No. 5) Os mesmos sites de busca de emprego também tem exemplos de cartas de apresentação. A mesma dica da biblioteca, vale para alugar livros que ensinam a escrever estas cartas. Além disto, os sites La-lettre e Easy-lettre me ajudaram bastante.

Dica No 6) Tente fazer um modelo de carta padrão em inglês e em francês, mas deixe algumas aberturas para personalizar a sua carta, como por exemplo o nome da empresa, o título do cargo e alguma característica do posto em relação à sua experiência. Tudo isto é bem explicado nestes sites de emprego e nos livros.

Próximo passo....
Comecei a enviar o meu CV para tudo quando era cargo disponível em Montreal que eu “achava” que teria condições de trabalhar. Aqui vai um comentário sobre a famigerada frase: “O candidato deve ser perfeitamente bilíngüe”.

Em quase todas as ofertas na minha área, o domínio do idioma inglês e francês é fundamental e condição sine-qua-non para ser contratado... só que tem aquela máxima:

“Ninguém me disse que era impossível de ser feito, eu fui lá e fiz!”.

Bem, como ninguém me disse o quão eu era “perfeitamente” bilingue, eu ACREDITEI que era "perfeitamente" bilingue e me candidatei..rsrsrrsr. Questão de confiança.

Mandei muitos... mas muitos... mas muitos currículos... Aparecia uma vaga: se as tarefas eu acreditava que conseguiria fazer, se eu tivesse os requisitos profissionais e o tal de “perfeitamente bilíngüe” eu acreditava que era... lá ia o meu CV com a cartinha de apresentação.

Depois da primeira semana que estávamos aqui... quem me liga? A XXX, uma das maiores multinacionais do ramo de tecnologia da informação. Pronto! Já estou na corrida para conseguir o meu primeiro emprego....

Primeira semana morando no Canadá, e a XXX me liga????

Indiano falando em inglês quase incompreensível: - Gostaríamos de falar com o Mr. Manso... (sotaque de indiano falando em inglês)

Rogério não acreditando que estava falando em inglês por telefone: - Sou eu...

Indiano falando em inglês quase incompreensível: - Recebemos seu CV e estamos interessados em saber se o Sr. gostaria de fazer uma entrevista em nossa empresa?

Rogério nervosíssimo respondendo em inglês quase incompreensível: - Claro...

Indiano falando em inglês incompreensível: - bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla,

qualquer coisa como dia tal, no horário tal... está bom pro senhor?

bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla... (entenda este bla, bla, bla como não entendendo absolutamente nada...rsrsrs)

Rogério nervosíssimo respondendo em inglês quase incompreensível tentando acabar com aquele sofrimento o mais rápido possível: - Sim... o Sr. poderia me enviar estas informações por e-mail?

Indiano falando em inglês incompreensível: - Claro... bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla

Rogério nervosíssimo respondendo em inglês quase incompreensível já não agüentando mais ouvir e não entender nada: - Ok

Indiano continuando a falar em inglês incompreensível: - bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla, OK?

Rogério desesperado, finalizando a ligação: - Ok. Bye

E começaram as entrevistas.... por telefone.

Dica No. 7) Sempre peça para eles te enviarem um e-mail confirmando entrevistas. Assim não corre o risco de não ter entendido o dia e o horário... nem o endereço

Dica No. 8) NUNCA... NUNCA... atenda o telefone de primeira.... Deixe tocar e cair na secretária eletrônica. Eles SEMPRE deixam recados... escute o recado (várias vezes se precisar), estude a empresa, saiba pra que cargo é a ligação e SÓ DEPOIS retorne a ligação.

Eita... tá grande este post.... vou dar uma paradinha...

Après la pause... L´interviews

6 comentários:

Flavielle Martins disse...

Hahahahahahaha!!!!!!

Estamos adorando o seu senso de humor!
Dá uma renovada nas forças!

Abraços,


Flavielle e Adolfo

marina disse...

Parabéns Rogério que bom!!! Tomara que agora o henrique se anime!!!
bjs

Manu disse...

SHOW de bola, amigo!!!! Nem acreditei quando o Alexandre desligou o telefone, me contando a novidade. E eu nem falei com vc pra dar os parabenssss!!!!! =(
SUCESSO pra vc, viu. Tenho certeza que agora tdo vai deslanchar na vida de vcs dois!!! Só nao gostei da parte da "moradia" , vcs vao pra mais longe. Mas se for pro bem de vcs, eu "deixo". ahahahahaha
VAmos combinar de nos ver, hein?
Bjao

Camila disse...

Parabens por este presente!
Que Deus continue lhes dando bençãos e alegrias.
"Agrada-te do Senhor e Ele satisfará os designos do seu coração"
Ótima semana!

Thiago disse...

Rogerio,

Está perfeito seus comentários, estou nos preparativos finais para viajar pro Canada e um amigo Alexandre que já está aí me falou de seu blog.
Muito bom, parabéns, realmente você merece tudo que está conquistando.

Fernanda disse...

Oi!!! Td bem com vcs? Estou lendo o blog de vcs e amei a descrição detalhada de como conseguir um emprego, podem ter certeza que isso ajudará muitos futuros imigrantes. Eu já enviei meu dossiê no meio deste ano e provavelmente farei a entrevista no início do ano q vem. Então estou estudando muito o Francês e estou fazendo muuuuitas pesquisas. Tb sou de TI, mas por enqto somente sou técnica em informática. Mas quero seguir esta área no Quebéc.

Parabéns por todas suas conquistas no Quebéc!!!!!

Bjs